27
Março
2008

Exposição

Visite a Exposição no Shopping RaposoA Comunidade da Zona Oeste se reúne no movimento Parque Já e divulga floresta no Raposo Shopping
Reportagem: Fábio Sanchez
O Parque “TIZO” (Terras Institucionais da Zona Oeste) é uma área remanescente de Mata Atlântica maior que o Ibirapuera. Possui 1.300.000 m² e 66% de sua extensão está preservada. Há um plano diretor que é desconhecido da população da Grande São Paulo. Embora tenha sido criado em 2006 e conte com uma verba de cerca de R$ 5 milhões em caixa (nos cofres do CDHU, proprietária oficial da área), o parque ainda não foi cercado e não tem nenhuma obra interna, o que o torna vulnerável, à mercê das ameaças de invasões e de degradações constantes.
Empenhados em manifestar o interesse da população da Zona Oeste em ver o parque efetivamente concluído, várias entidades de preservação ambiental e de bairro, além de escolas, criaram o movimento PARQUE JÁ, para pressionar as autoridades a utilizar a dotação orçamentária e a efetivamente instalá-lo, com cercamento adequado e infra-estrutura para visitação.
Parte deste movimento é a exposição que será realizada no Raposo Shopping, nos dias 31/03 a 06/04/2008. Realizada pela Escola Municipal “Teófilo Benedito Ottoni” e pela SABIPE (Sociedade de Amigos de Bairro do Parque Ipê), entidade que há vinte sete anos realiza ações preservacionistas na região do Butantã. A exposição no Shopping visa atrair visitantes para o parque e simpatizantes para ações de preservação da área.
A exposição terá informações sobre o movimento de criação do Parque TIZO. O cenário será composto de trabalhos dos alunos mostrando um ambiente preservado de Mata Atlântica e sua biodiversidade e um outro ambiente impactado pela pressão urbana, lixo e poluição. Estão previstas oficinas de embalagem com reaproveitamento de caixas “Tetra Pak”, desenhos de Histórias em Quadrinhos “Mangás”, brinquedos com sucatas e apresentação de um Coral dos alunos da EMEF “Teófilo Benedito Ottoni” “Cantando pela Natureza”.
Os freqüentadores do Shopping terão a oportunidade de aderir ao abaixo-assinado que pede agilidade das autoridades no sentido de implementar as infra-estruturas básicas para viabilizar a visitação e pesquisas no parque.
Único parque estadual criado especificamente com objetivos educacionais, o Parque TIZO é fruto de um movimento que reuniu alunos de diversas escolas da região, como a “Teófilo Benedito Ottoni” e EMEF anexa ao “Educandário Dom Duarte”, além de entidades de moradores como a SABIPE, a Associação de Moradores do Petit Village, entre outras. Cinco cidades participaram do movimento de criação do parque: São Paulo, Cotia e Osasco (que dividem a área do parque), além de Taboão da Serra e Embu das Artes (que têm a divisa próxima).Foram feitas plenárias nas quais foi discutido o movimento e onde as entidades se manifestaram a respeito da questão.
O parque abriga espécies ameaçadas de extinção da fauna, como o pica-pau rei e a araponga, e da flora, como algumas espécies de canelas e plantas arbóreas a exemplo da Guaçatonga -Casearia obliqua, conhecida como anti-inflamatório e cicatrizante, Hirtella triandra e Hirtella hebeclada, de frutos muito atraentes para várias espécies de pássaros, o que a torna muito útil em áreas degradadas. Tudo isso está ali, a poucos metros da Rodovia Raposo Tavares e do Rodoael. Eles precisam da sua ajuda para existir. Extinção é para sempre!

Exposição PARQUE JÁ
Data: de 31 de Março a 06 de Abril de 2008
Onde: Raposo Shopping, 1º piso inferior na entrada principal.
Mais informações: Solange Martins: - 3733.5023

EMEF. “Teófilo Benedito Ottoni”: - 3782.8893
http://jmzimmer.blog.uol.com.br/
http://teofilopreservamata.blogspot.com/
http://www.parqueipe.org.br/sabipe



1 comentário

  1. William:

    Gostei dessa iniciativa, pena que fiquei sabendo somente agora. Vou acompanhar, pois sou morado bem próximo do “novo” futuro parque.

    Na minha opinião, todos dos bairros mais próximos deveriam ter ciência desse movimento, pois eu mesmo, que moro lá a mais de 27 anos, só fiquei sabendo agora, e por meio do meu trabalho.

    Deve ser feito uma campanha de conscientização com os moradores dos bairros ao redor dessa reserva.



Deixe uma resposta